quinta-feira, 13 de novembro de 2008

"Eles" Não Desistiram!!

.
O boletim eletrônico "Em Questão" é editado e distribuído pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Na edição nº 88 de 13 de Novembro de 2008, o tal boletim transcreve uma entrevista com o Ministro da Saúde e, conclui com o seguinte assunto:
.
"Nova CPMF - O financiamento da saúde é importante para o País. O último relatório do IBGE, que analisou os gastos de saúde em 2005, mostrou que o gasto total em saúde foi de R$ 160 bilhões. Quando se separa o que foi gasto pelos governos e o que foi gasto pelas famílias, fica-se perplexo. Os governos gastaram só 38% e as famílias, 62%. Isso significa que quem banca a saúde pública no Brasil são as famílias. É gasto direto - despesas com medicamentos, exames, consultas. Todos os países do mundo com sistema de saúde com os mesmos princípios brasileiro, como, por exemplo, a Inglaterra e o Canadá, têm uma participação do gasto público no gasto total de cerca de 80% - exatamente o inverso do Brasil. Isso significa que temos que gastar mais recursos públicos em saúde no Brasil. Daí a importância da regulamentação da emenda 29 e da criação da CSS (Contribuição Social para Saúde). Em dezembro do ano passado, perdemos uma oportunidade histórica quando fomos derrotados na questão da CPMF no Senado. Se mantida, estaríamos hoje em uma situação razoavelmente confortável na área de saúde. Com o término da CPMF, o governo se viu obrigado a pensar em outras alternativas."
Fonte: Boletim Em Questão nº 88 - Brasília, 13 de Novembro de 2008
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
COMENTO: O Ministro usa dados de 2005 para engambelar os incautos. Espertamente, esquece que nos anos de 2007 e 2008 o (des)governo vem batendo recordes mensais de arrecadação, cujos recursos ninguém sabe onde são "investidos". Pois nem o PAC tão batraqueado tem recebido os recursos prometidos. Fiquemos atentos pois eles voltarão à carga para nos impor a tal CSS em breve!!
.

Nenhum comentário: