sábado, 1 de novembro de 2008

Alerta à População (Não Adianta Querer Alertar o Exército Brasileiro)

.
O Exército Brasileiro vem sendo achincalhado há algum tempo por esse governo e não esboça (a mínima) reação. 
Sendo assim, que as notícias abaixo sirvam de alerta à população civil:

1. Qual é a da OAB?
Nesta quarta-feira (30/10), o presidente em exercício da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Vladimir Rossi Lourenço, fez um apelo público para que o STF (Supremo Tribunal Federal) dê "prioridade máxima" ao julgamento da ação proposta pela entidade, no dia 21, a fim de obter da Corte a declaração de que a Lei da Anistia (6.683/79) não beneficia os agentes policiais e militares da repressão política durante a ditadura. A informação é do jornal Jornal do Brasil.

2. Vanucchi
O secretário especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, ameaçou renunciar (que medo! que faremos sem ele??) se a AGU (Advocacia-Geral da União) não mudasse de postura sobre a anistia dos "militares torturadores" (conselheiros da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos entenderam que o parecer da AGU 'beneficia torturadores').
Um dos conselheiros, Augustino Veit, chegou a pensar em propor renúncia coletiva, mas foi dissuadido pelos colegas, para não enfraquecer a posição dos ministros Tarso Genro (Justiça) e Paulo Vannuchi (Direitos Humanos), que lideram a ala do governo favorável à punição de torturadores. Agora, de acordo com os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Valor Econômico e Correio Braziliense, por meio da assessoria, Vannuchi informou que mantém a sua posição contrária à AGU, mas negou que esteja demissionário, preferindo aguardar o julgamento do STF (Supremo Tribunal Federal), mesma posição de Tarso.
- Que pressão é essa sobre a AGU?
- Que pressão é essa sobre o STF?
- Que história é essa, OAB?
Onde está a democracia nesse País?

COMENTO: Aparentemente, a OAB não remeteu uma "ação" para ser julgada, mas sim uma "determinação" ao STF para que interprete a Lei de Anistia de acordo com os interesses da quadrilha comuno-terrorista hoje no "pudê". Quanto à cambada da tal "começão", só o Saci Pererê acredita que eles possam "largar o osso". Nem a pau, Juvenal!!!

Nenhum comentário: