sábado, 26 de abril de 2008

É um Tratado, Estúpido!

.
"Quando o Brasil sempre se curvava diante das exigências do FMI ou a outras exigências, dos americanos ou de algum país europeu - e eu vi isso muitas vezes com meus próprios olhos, sou diplomata de carreira -, não havia preocupação de que o Brasil estivesse perdendo soberania", afirmou Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores, ontem.
Um país até pode assinar maus tratados e péssimos contratos, por incompetência ou má fé dos seus gestores. Este até pode ser o caso do Paraguai. O que um país não pode é deixar de cumpri-los e, só por isso, o Brasil possui, hoje, credibilidade internacional.
O ministro também deveria lembrar de outras quebras de contratos, que geraram crises internas que até hoje colocam países como a Argentina em sérias dificuldades para receber qualquer tipo de recurso internacional. Mas o ministro é daqueles que sempre pregou a moratória e o "Fora FMI". Agora, antes mesmo do início das negociações, já oferece a rendição incondicional, como se tivesse autoridade para falar em nome de quem passou anos pagando a dívida da construção da usina de Itaipu. Para ele, "é inconcebível um Brasil próspero em uma América do Sul miserável". Alguém tem que perguntar onde é que este ministro estúpido está vendo tanta prosperidade, para querer entregar patrimônio do povo brasileiro, construído com o suor de toda a população, para um governo esquerdista recém eleito, num país cuja maior participação na economia brasileira é o contrabando de produtos falsificados e a compra de carros roubados, em total impunidade. O ministro deu estas declarações num evento onde estava ao lado do inventor do espaço perdido, o comunista chique Oscar Niemeyer. Só falta ter encomendado um monumento em homenagem aos paraguaios, tão explorados pelo povo brasileiro.
Romulo disse...
Coronel,
O Ministro Celso Amorim está equivocado, a política que ele defende hoje, sempre foi combatida por eles mesmos.
Quem não se lembra dos "Fora FMI"? Se nações como EUA e outras desenvolvidas, fazem cumprir acordos, por que com o Brasil seria diferente?
Os EUA tem a Base de Guantánamo, em Cuba, o Chile tomou a saída do Pacífico da Bolívia, tudo Acordo. Nações não tem amigos, tem interesses.
O Ministro Celso Amorim, pode falar o que quiser, mas não tem autoridade para mexer uma vírgula no Acordo de Itaipu.
Há uma cláusula que qualquer revisão só poderá ser feita em 2023, 50 anos após a assinatura.
Qualquer modificação terá que passar por diversas instâncias, inclusive a opinião pública.
Nada contra o Paraguai, tudo a favor do BRASIL!!!
Abraços.

26 de Abril de 2008 09:56
José Roberto disse...
Já que o Celso Amorim está preocupadinho com o Paraguai, proponho a ele o seguinte desafio:
- Entrar como anônimo no Paraguai, dirigindo um carro brasileiro, e tentar chegar em Assunção sem ser parado uma única vez para pagar propina.
Meu filho tentou essa proeza em Dez 2007, percorreu 100 km e pagou U$120 em propina. Desistiu e voltou pois ainda faltavam 300 km para Assunção.
Motivos: necessidade de 2 extintores, dirigindo de bermuda, etc e tal.
País marginal, isso sim é que é o Paraguai.

26 de Abril de 2008 09:59
Anônimo disse...
Coronel,
A lógica da esquerda populista é incompatível com a lógica da esquerda trabalhista ainda quando populista.
O que essa gente gosta mesmo é de fazer figura com o dinheiro alheio.
Pena que o Brasil arrumado pelo real e por uma economia de mercado gerando tanto imposto não tenha um governo que se preocupe em curar por exemplo a dengue e o Ministro Temporão venha dizer que o problema é da falta de esgoto (!!!!!!);
Resta saber, se o Japão construir o trem bala, em algum tempo o rico Japão vai perdoar a dívida brasileira.......
Infelizmente o Brasil está cheio de judas vendendo o Pais por trinta dinheiros
E o homem continua a falar deste País.
Ele não é brasileiro, é petista....

26 de Abril de 2008 10:07
rio S. disse...
Alô Boss.
Troco a "divida"com o Paraguai de Itaipú, pela Ponte da "amizade".
Derrubamos a ponte pela conta de Itaipú. E mais aquela ponte com a Bolívia.
abraços

26 de Abril de 2008 10:10
Dr Evil disse...
Coronel,
O senhor que e um especialista em levantar dados, conseguiria nos dizer com quanto o Paraguai entrou para construir Itaipu? Teria dado 50%?
Dr Evil acredita que o objetivo do chancelerdo e seu xefe e mesmo fortalecer os governos comunistas da América Latina. Elles querem transformar isso tudo numa Cuba. Assim poderiam dispor do dinheiro como bem entendessem, assim como o moribundo fez por todos esses anos. Ate fazerem parte da lista da Forbes.

26 de Abril de 2008 10:39
Ana disse...
Mas, CORONEL, os petistas adoram comprar contrabando na famosa Feira do Paraguai, ou Feira dos Importados que existe em Brasília. Compram com cartão corporativo, como ficou demonstrado nas pesquisas no Portal.
O Lula é adepto dos filmes pirateados, para assistir no Aerolula.
Na verdade o Lula é um Presidente paraguaio, ou seja, pirata!
Niemeyer: o inventor do espaço perdido ... heheheh ... adorei!
Um abraço.

26 de Abril de 2008 10:42
C. Mouro disse...
Boa a do "espaço perdido".
Niemayer é um bosta. Seus projetos são uma porcaria, não tem funcionalidade nenhuma, são desconfortáveis e péssimamente planejados para a realidade do uso.
Os brizolões são a prova mais incontestável disso: Feíssimos por dentro (e por fora). Ademais, as aulas de várias salas são escutadas. Se um professor fala mais alto é uma lenha, dizem os alunos.
Como é que um bosta de um arquiteto planeja uma escola com salas que propagam as vozes de professores e alunos?
...Só mesmo um bosta copiador das formas arquitetônicas (externas) dos quadrinhos do Flash Gordon poderia fazer tal merda.
Mas o socialismo/"comunismo" precisava de ídolos. Só por isso esse bosta ficou famoso como "gênio" ...um merda, cujos projetos são péssimamente planejados - falta-lhe disposição para pensar.
Coisas interessantes:
MIKE TYSON: era odiado pela mídia, que descia a lenha no sujeito. Até que Tyson foi preso numa armação de estupro forjado.
Na cadeia converteu-se, colocou uma tatuagem de Maozedong e ...e ...e PRONTO! ..passou a ser elogiado e incensado pela mídia que lhe deu promoção para novas lutas.
MARADONA:
Era odiado pela mídia, jornalistas desciam-lhe a lenha. Tendo Dieguito até dado tiros de chumbinho em jornalistas. ...então ...então
Maradona fez umas tatuagens e passou a elogiar Cuba e Fidel e ....e ...e PRONTO!
Tornou-se querido pela mídia safada, chegando a ser comentarista de jogos e participar de inúmeras pantomimas midiaticas.
Os movimentos artisticos, cubismo, por exemplo, produziram "genios" absolutamente imbecis. Que só faziam porcarias que tinham que ser "interpretadas" pelos "sensíveis brilhantes" ... hahaha o Caso onde a estórinha das belas roupas invisíveis do rei foi feita realidade ... hohoho! ... A vida imita a arte! ..de verdade e à beça com dadaísmo e até em parte com o surrealismo e etc.
ELES PRECISAM DE ÍDOLOS para conquistar imbecis desesperados por se passarem por algo que presta. Uma ideologia atua NA EMOÇÃO e não na razão. Todas, sem exceção.
O socialismo é não só uma fraude técnica, mas sobretudo uma fraude moral/ética. Mas encanta pela propaganda dos valores morais safados que toma como seus da moral ideológica estabelecida.
O SOCIALISMO SE VALE DA MORAL DO ESCRAVO já estabelecida em sua duplicidade safada.
Abs
C. Mouro

26 de Abril de 2008 14:21
HOMEM AMERICANO disse...
A declaração de que viu com os próprios olhos e o fato de nada ter feito para impedir como fez o General Augusto, demonstra bem a diferença de personalidades. Enquanto um sacrificaria a vida para cumprir o seu dever, o outro não teve sequer a coragem de falar disso a ninguém.
Amorim, tu és um covarde e como todo covarde és frouxo.
General, vamos à luta, precisamos limpar a nossa Pátria dessa escória que a vilipendia. Precisamos mandá-los para as ditaduras que eles tanto admiram.
Vamos lá, já fizemos isso antes e podemos fazê-lo de novo. Só não devemos esquecer que eles devem ser incinerados, pois do contrário voltam como o Jason de "Sexta-Feira 13".

26 de Abril de 2008 15:53
perito disse...
Coronel:
O arquiteto Oscar Niemayer sempre agiu como verdadeiro comunista: ações e trilhas tortuosas.
Parece não ter a menor idéia do que é uma linha reta (imagino que sequer possua uma régua - se é que conhece esse instrumento). Seus projetos tão somente são rabiscos manuais com pincel de ponta fibrosa.
Há, realmente, enorme uso e perda de espaço nas obras, cuja aparência, sob ponto de vista estético, é questionável. Em se tratando de engenharia, é desperdício.
Perito.

26 de Abril de 2008 16:58
Filoxera disse...
Coronel
Fiquei bem disposto ao ler os comentários sobre o "espaço perdido" nas obras do bolchevique Oscar Niemayer. Nunca consegui definir suas obras que abomino. Mas são mesmo espaços perdidos e que custaram muito caro!
Num artigo que li, escrito por dois arquitetos de renome, eles atacam Oscar Niemayer por este se ter apropriado das idéias de um colega seu na altura. Ora como ele foi sempre do PCdoB, logo bolchevique, até acredito que sim pois tudo é oco nos seus projetos "grandiosos" mas cheios de espaços perdidos, vazios, talvez para descanso do mosquito da dengue.

26 de Abril de 2008 18:33
Anônimo disse...
Coronel:
vosmecê interpretou mal a frase do Amorim, nossa familia é toda assim:
"e' inconcebivel um Brasil próspero em uma América do Sul miserável."
O que ele quer é tornar o Brasil miserável, para este não destoar do resto da América Latrina (já amplio aqui o América do Sul para América Latrina = America dominada pelo Foro de São Paulo)
Em tempo: a arquitetura monumental brasileira só vai progredir quando (1) o comunista chique morrer, (2) o governo comunista do PT for desalojado do poder.
Por que tenho razão? Porque a arquitetura monumental só é possível no Brasil pelo mecenato estatal, e o PT só substituirá o inventor do espaço perdido (aplausos) quando este for encontrar seu guru Stalin. E o PT, se estiver no poder, quando isso se der, vai empregar outro merdinha do mesmo calibre arquitetônico.
Hereticus

26 de Abril de 2008 19:00
Fonte: Coturno Noturno

Nenhum comentário: